• Rua dos Carijós, 141 - Centro - Belo Horizonte/MG
  • (31) 3224-0752
  • juridicosintectmg@gmail.com

Notícias

É HORA DE PARAR O SERVIÇO DE CORREIOS EM TODO O PAÍS E PRESERVAR AS VIDAS HUMANAS

Em reunião da Federação Nacional dos Trabalhadores dos Correios e Similares – FENTECT, neste dia 23/03, onde participaram quase todos os seus Sindicatos filiados, foi debatido o avanço da pandemia do COVID-19, as medidas absurdas de ataques à classe trabalhadora do Governo Bolsonaro e ainda a tentativa de construir um movimento paredista imediato diante da situação.

Sobre a construção da greve nacional a esmagadora maioria teve posição de manter a postura de exigir os Equipamentos de Proteção Individual – EPI e não paralisar as atividades neste momento para acumular mais força. Em nossa opinião (SINTECT-MG) devemos paralisar os serviços de Correios agora para resguardar a saúde e principalmente a vida dos trabalhadores.  Queremos que toda a categoria faça uma reflexão e dialogue com suas direções sindicais, pois a vida vale mais que um ou dez dias descontados em uma greve.

Sobre o Governo Bolsonaro está claro que ele não está preocupado com os trabalhadores, e por isso mesmo publicou em um Decreto Federal onde diz que os serviços postais não poderiam fechar ao passo que poderia ter determinado que somente uma parcela do serviço postal funcionasse para atender a distribuição de medicamentos, entrega de exames, de materiais hospitalares e ainda atividades que pudessem ajudar a população no combate à pandemia do COVID-19. Porém o Governo não se importa com os trabalhadores dos Correios, como já demonstrou várias vezes em seus discursos privatistas, e nem com o restante da classe trabalhadora brasileira, pois acabou de emitir também uma Medida Provisória (MP 927) absurda e fez todo esforço para aprovar a legislação da carteira de trabalho verde e amarela que são ataques sem precedentes aos direitos dos trabalhadores mostrando que ele não está preocupado com os mais pobres e sim com os mais ricos.

Neste momento devemos fazer um amplo debate para chamarmos atenção dos poderes judiciário, legislativo e executivo para que interrompam o serviço de correios imediatamente, deixando somente o essencial funcionando com a devida proteção contra a contaminação do COVID-19. As direções sindicais também precisam fazer essa reflexão. O Correio precisa parar, pois o fato de estarmos presentes nos 5.570 municípios do País e sem a proteção devida, que até o momento não foi fornecida pela direção da ECT, nos coloca como vetores em potencial da doença. Imaginem todos os trabalhadores dos Correios visitando as casas em todos os 5.570 municípios do País sem nenhum tipo de proteção, exposto totalmente à contaminação podem se contaminar e contaminar outras pessoas. Isso é um ato irresponsável da direção dos Correios que pode ampliar a contaminação em todo País ao invés de ajudar no combate a expansão da doença.  Segundo a Organização Mundial da Saúde o vírus sobrevive por algum tempo no papelão e mais ainda no plástico, materiais principais que transportamos nas cartas e encomendas. A ECT está negligenciando isso e insiste em não interromper o serviço de correios e os carteiros continuam transitando nas ruas podendo estar levando uma encomenda infectada para as mãos de uma pessoa em quarentena.

Neste momento precisamos preservar a vida dos trabalhadores. Nós vamos ter outra reunião na próxima quarta feira e precisamos que todos façam a reflexão de que precisamos parar as atividades laborais dos Correios nacionalmente, deixando funcionar somente o serviço realmente essencial para ajudar no combate a pandemia do COVD-19.

É hora de parar para sobreviver, pois a nossa vida vale muito mais do que qualquer dinheiro nesse mundo!