• Rua dos Carijós, 141 - Centro - Belo Horizonte/MG
  • (31) 3224-0752
  • juridicosintectmg@gmail.com

Notícias

CDD Nova Serrana/MG: perseguição e tratamento diferenciado aos grevistas

CDD Nova Serrana/MG: perseguição e tratamento diferenciado aos grevistas
 
Trabalhadores do CDD Nova Serrana/MG denunciaram para a direção do SINTECT-MG a perseguição e o tratamento diferenciado que estão recebendo por parte da direção da Empresa no pós-greve. Esta prática da Empresa é devido a firmeza dos ativistas da unidade de trabalho que garantiram uma participação massiva do coletivo na última greve da categoria, se mantendo até o fim.
Mesmo sem uma orientação nacional da direção da Empresa, a gestão da unidade alterou a jornada de trabalho de forma unilateral, sem nenhum debate com os trabalhadores. A mudança já consta, inclusive, no cartão de ponto dos trabalhadores que estão sendo tratados de forma diferenciada do restante do País. O fato é tão absurdo que a gestão chegou a anotar “falta injustificada” para o trabalhador grevista que exerceu o seu direito legal de não comparecer à convocação para pagamento de greve em um dia de sábado, optando pelo desconto em folha.
A situação no CDD Nova Serrana/MG é uma demonstração da perseguição que os trabalhadores que participaram do movimento paredista estão sofrendo nas unidades de trabalho.
O SINTECT-MG está denunciando todos os ataques que os trabalhadores estão sofrendo nas unidades e chama a categoria a denunciar qualquer sinal de perseguição política contra aqueles que bravamente não se omitiram e lutaram pelos seus direitos e sustento de suas famílias. Devemos nos manter firmes e mobilizados, pois, além das perseguições do pós-greve, teremos que lutar novamente nas ruas contra a entrega da ECT. O projeto de privatização já está na mão do Governo Federal, que não vai demorar a atacar novamente a nossa categoria. Neste momento devemos estar vigilantes e, principalmente, mobilizados, pois a luta agora será em defesa dos nossos empregos.

Não à perseguição aos grevistas!
Não à privatização dos Correios!